Nada

Uma sociedade que não tiver segredinhos, que for perfeita, harmônica, plenamente democrática, em que tudo for transparente, sem conflitozinho nenhum, sem corredores escuros e escusos, meus amigos, será a própria morte; será a a-história. Não será nada além de uma sucessão circadiana de dia e noite, de burrice e mesmice. Não será nada.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Sem categoria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s