Considerações sobre o regime militar

Algumas considerações, o que não significa concordância com o que aconteceu em 1964 e depois.

O uso do termo ditadura é errado. Ditadura aplica-se ao regime de um homem só (ou uma junta), que governa sem oposição ou eleições. Houve cinco presidentes militares, com mandato definido por uma constituição; havia uma oposição, se bem que aglutinada em um único partido, e houve eleições legislativas durante todo o período de 1964 a 1985.

Os mortos do regime seriam muito mais, caso os mortos titulares tivessem chegado ao poder. Vale lembrar que boa parte deles pertencia às guerrilhas armadas que se movimentavam pelo território desde 1961, financiadas por dinheiro cubano e soviético. Certamente houve erros, mas basta ver o número de mortos de qualquer regime comunista para saber que o preço foi baixo.

Os militares não chegaram ao poder por desejo de mando, como se pensa — ou como acalentava tipos como Luiz Carlos Prestes ou Jânio Quadros. Tanto que Castelo Branco só foi eleito indiretamente pelo Congresso 15 dias depois da intervenção militar e disputou a vaga com mais dois candidatos, um dos quais era o ex-presidente Dutra (1946-1951).

Havia uma pressão da sociedade para que as FFAA fizessem algo frente a complicada situação política e econômica de então. A inflação estava comendo solta e o então presidente, João Goulart, alimentava a ideia de mudanças na Constituição a coisa de pouco mais de um ano das eleições, que ocorreriam em 1965; ele queria alterações no texto para que pudesse concorrer à presidência, uma vez que a Constituição de 1946 — então vigente — o vetava.

Logo, tome cuidado com o que você escuta e sai reproduzindo, pois quem conta a história é quem está “por cima da carne seca”, no caso, a própria esquerda, que foi quem politicamente mais capitalizou com o regime militar. Por culpa da intervenção, hoje há gente que, por conta de um merecido tapa da cara, ganha indenizações fabulosas e vive como nababo. Assim é fácil ser socialista.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Sem categoria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s