Aquele folgado

Alguém entra na sua casa sem avisar. Come a sua comida, bebe a sua cerveja, bate no seu cachorro, vê seus filmes, leva livros emprestados e não os devolve. Mata as samambaias, passa a mão na bunda da sua mulher, caga no canto do quarto e se limpa com as cortinas. Usa a merda para sujar as paredes — diz que é arte —, quebra vidros. Ao ir embora, dá um tapa na sua cara e uns conselhos sobre moral, higiene pessoal, estética, economia doméstica e da importância de dividir as coisas. Leva o seu carro. Essa pessoa existe. Chama-se Estado.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Sem categoria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s