À guisa de introdução

A miopia e o delírio de grandeza são capazes de transmutar uma avenida banal em réplica da Champs-Élysées. Não que a avenida tida como cópia seja feia, mas é apenas uma avenida comum, com comércio, alguns restaurantes, algo bem propício para a classe média (notação pré-classe C). Rua que passa muito longe da famosa avenida parisiense.

A comparação, feita por um articulista de um jornal do Interior em relação a uma avenida de sua cidade, longe de alçar a via de sua querida urbe, lançou-a, aos olhos mais críticos, no escárnio público. Essa avenida, perto da Champs, parece uma vereda infeliz em Kinshasa. A comparação transformou a avenida comum e bem ajeitada num caminho de sítio que bordeja um pântano.

Essa é a nossa Paris do Brejo. Comparações infelizes, embustes intelectuais, mutucas, falsa filosofia, política real, sapos, elucubrações e cegueira bairrista.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Sem categoria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s